Gears of War

Gears of War
Gears of War

Gears of War é um jogo eletrônico de ação em terceira pessoa, produzido pela Epic Games e publicado pela Microsoft Game Studios. Lançado em 2006, exclusivo para Xbox 360. Contém modos de 1 jogador pra campanha e modos multi player online.

Classificação: CERO (Japão), DEJUS (Brasil), ESRB (América do Norte), OFLCA (Austrália), PEGI (Europa) e USK (Alemanha).

O jogo concentra em um grupo (Esquadrão Delta) de soldados da Coalition of Ordered Governments, que tem a missão de salvar o planeta Sera do exército Locust. O protagonista é Marcus Fenix, um ex-prisioneiro, e em modo de mais jogadores, o jogador controla Dominic “Dom” Santiago.

O jogo foi aclamado pela crítica, que em vários sites e publicações ganha o prêmio de “Jogo do Ano” e vendeu mais de 3 milhões de cópias. Se tornou o jogo bem recebida na Xbox Live. Há um boato de que pode ter filmes em produção. A continuação, Gears of War 2 teve seu lançamento em 2008.

História:

Em algum lugar no tempo futuro, os seres humanos colonizaram um planeta chamado “Sera”. Com anos de exploração dos recursos naturais do planeta, os seres humanos começaram a se esgotar antes mesmo que o planeta não perdesse seu recurso, um acidente de petróleo revela líquidos viscoso, surgindo o Imulsion. Que a princípio não teria nenhuma utilidade, até que foi criado, pelo cientista Helen Cooper, o processo LightMass (fusão a frio que libera muita energia).

O processo foi capaz de transmutar Imulsion em uma fonte de energia barata e eficiente. Em um planeta que se encontra com fome de energia e que enfrenta uma espécie em crise, Imulsion foi a solução perfeita e eficiente. Assim certas nações ganham boas recompensas pela alta venda e enquanto outras nações continuam a perder lucros. Com o tempo, o Imulsion nos mercados financeiros, acabaram desenfreado moedas e economias inteiras e se tornou ligado ao seu valor, resultando em um grande colapso econômico no planeta Sera.

A crise econômica provocou ações militares e os poucos países que possuíam reservas Imulsion, logo se viram em guerra com as nações que não eram tão afortunadas, em um conflito conhecido como Guerras Pendulum (Pendulum Wars).

Quando o povo de Sera começa a se recuperar dos longos anos de guerra, aconteceu o Dia da Emergência (Emergence Day). Milhares de criaturas (conhecidas como Locust) saíram do subsolo do planeta Sera, matando todos seres humanos em seu caminho. Resultando em 90% da população foi morta nas primeiras horas. Os líderes do governo COG evacuaram todos sobreviventes para a cidade de Jacinto, um dos poucos lugares seguros do planeta devido ao solo, composto de granito que impedia a invasão dos Locust.

Os poucos humanos que sobraram, iniciavam uma batalha que durou uma década, nesses anos, um jovem oficial que havia se destacado nas guerras do pendulo chamou mais a atenção, Marcus Fenix.

Marcus subia rapidamente de posto até que tudo mudou, durante uma batalha severa contra os Locust, Marcus abandonou o campo de batalha na tentativa de salvar seu pai. A única família que lhe restava. Porém, não conseguiu salvar seu pai, Adam Fenix (o corpo nunca foi encontrado). Condenado por deserção por um tribunal militar, Marcus ficou 14 anos preso na prisão de segurança máxima de Jacinto até ser resgatado por seu melhor amigo, Dominic Santiago. Debilitado, o COG procurava soldados experientes que aceite a missão que poderia derrotar Locust, e assim Marcus foi libertado.

Após a morte do comandante da força Delta, Minh Young Kim, pelas mãos do General Locust RAAM, Marcus assumiu o posto de capitão do time Delta, com o objetivo a “Operação LightMass” que consiste em largar uma bomba LightMass (equivalente a 10 atômicas) em uma profunda fenda de um vale de Sera, que levava ao centro das forças Locust.

Marcus e o time Delta conseguirem causar uma reviravolta favorável aos humanos na guerra. A bomba matou milhares de Locust e Kantus, causando efeitos colaterais. Ela vaporizou grandes fontes de Imulsion, tornando um gás tóxico aos humanos e despertou os Lambent (um parasita gigante há muito tempo adormecido).

A jogabilidade tem foco em atacar com força bruta, dando menor número de armas ao jogador. Que inclui fuzil de assalto, espingardas, pistola e granadas (explosivas e de fumaça) e combate físico. Paredes, muros, objetos e imperfeições do terreno podem ser usadas como proteção durante o fogo-cruzado. Os movimentos de ações estão concentrados em um único botão, permite correr, se esquivar, dar cambalhotas e se esconder rapidamente.

No começo, a jogabilidade parece ser complicada, mas o sistema é intuitivo e em pouco tempo, o jogador já estará detonando todo   pedaço de vida que passar pelos seus olhos. Para aqueles que não são acostumados com jogos de tiro, passarão alguma dificuldade devido à coordenação exigida nos dois analógicos. O analógico que controla a câmera ganha destaque, a sensibilidade está apurada e reflete o ótimo trabalho da equipe de desenvolvimento, nos comandos do controle do Xbox 360.

A história do jogo é dividida em 5 atos, que contém capítulos divididos em checkpoints (pontos onde o jogo é salvo) espalhados pelos cenários. Os pontos estão bem definidos, tornando o game mais fluido e fácil. A duração da campanha é em média 10 horas de jogo.

Dificuldade do jogo, são três níveis disponibilizados: casual, hardcore (muito difícil) e insano (recomendado para os mais fanáticos e doentes pelo jogo). A trilha sonora (dos tiros, das falas dos personagens e berros dos monstros) e os gráficos (dos personagens, dos cenários) são simplesmente maravilhosos, considerado para muito ou até mesmo por todos, os pontos mais fortes do jogo todo, exatamente merece nota 10 nestes requisitos.

E você, já jogou algum Gears of War?