Pro Evolution Soccer

491

Pro Evolution Soccer, ou mais conhecido pela abreviação PES, e a continuação de Winning Eleven, é uma série de jogos eletrônicos de gênero esporte (futebol), desenvolvido, produzido e publicado pela Konami. Lançado para PlayStation 2, PlayStation 3, PSP, Xbox 360, Wii, Nintendo DS e Microsoft Windows.

Os títulos da série Pro Evolution Soccer lançados até o momento: PES, PES 2, PES 3, PES 4, PES 5, PES 6, PES 2007, PES 2008, PES 2009, PES 2010, PES 2011, PES 2012, PES 2013 e PES 2014. E além destes títulos, foram lançados outros, considerados versão “Patches” da série. Que encontra entre campeonato brasileiro total, ou até mesmo libertadores, mais ligas nacionais da América, etc.

Pro Evolution Soccer usa um motor gráfico Fox Engine, e de um ano para o outro, o jogo promove mudanças e ajustes radicais, que renove e para continuar na briga com o rival FIFA, pela preferência aos fãs de futebol virtual.

O jogo no geral, exibe um bom visual, e um sistema de controles inovador e totalmente diferente a cada ano que passa, que oferece aos jogadores de PES, novas possibilidades de jogadas, mais dribles e melhorias de controle de bola.

O título vem ao mercado com elementos consagrados da franquia, como por exemplo, a Master League, um modo em que o jogador tem a liberdade de jogar em modo campeonato e com contratações de jogadores (como é uma temporada na vida real). Narração e comentários com vozes reais emprestado aos jogos da série.

Pro Evolution Soccer, a cada edição que passa, apresenta equipes das divisões nacionais e listados no campeonato real, ou seja, se um time é rebaixado e da divisão B sobe, é trocado no jogo. O jogo apresenta também inúmeras versões “Patches” (pacotes extras para o jogo).

Mesmo que rivais, FIFA e PES são os mais conhecidos atualmente no mercado de jogos do gênero futebol, ambos apresentam efeitos de luz e animações suaves e realistas. O que lembra bem uma partida de futebol vista pela televisão.

No geral, Pro Evolution Soccer, traz visuais incríveis, superando a cada versão que passam, mas ainda assim, tem cobranças em um preço um tanto quanto alto.

Grande potencial é uma expressão que define ao PES, com mudanças nos controles, e que mostram sinais de um futebol complexo, elaborado e empolgante. Mas ainda deixa de lado o aprendizado de gerações de videogames ao apresentar um futebol em fase de formação, que contém alguns problemas e detalhes que possam ser melhorados.

Mesmo assim, não há motivos de apresentar em ser um jogo incompleto, com conteúdo e problemas em relação aos jogos anteriores da série. Dribles e arremates acompanham evoluções e formas inéditas de proteger, por exemplo, como fazer jogo de corpo com ombros e braços. O tempo de bola mudou um pouco em passes e cruzamentos, enquanto os chutes parecem mais precisos e afiados.

Em Pro Evolution Soccer, o jogador encontra ligas nacionais da Europa (como padrão para PES). Mas em PES 2014, está licenciado a liga brasileira, a competição Libertadores da América (que já vinha aparecendo nas edições anteriores), e as ligas continentais da Ásia e África.

Em resumo, PES proporciona ao jogador, boa diversão, trilha sonora com os jogadores, torcidas comemorando, cantos e hinos de clubes, e de momento em relance, o treinador mandar instruções aos seus jogadores em campo. Em gráficos, são ótimos para as séries das épocas de PS2 e também nas gerações atuais. A inteligência artificial muda radicalmente pela escolha do jogador, ou seja, pede sim bastante habilidade do próprio jogador de PES.