fbpx
muralgamer

Iroha – Final Fantasy XI

Ela é a nossa Musa-Gamer da semana. Confira:

Iroha é um personagem que pertence ao jogo eletrônico Final Fantasy XI, e também, marcando presença no título Rhapsodies of Vana’diel (que serve como o final dos primeiros 14 anos na história de Final Fantasy XI).

Observação:

  • Apareceu, também, no título Final Fantasy: Opera Omnia, título da série Dissidia para Android e iOS;
  • Em Aloha Iroha, conhecida como Iroha de Gozaru, é uma série de mangás no Japão sobre Final Fantasy XI que conta a história da personagem Iroha, como a heroína principal no título Rhapsodies of Vana’diel.

História:

Iroha é filha de Tenzen e Kagero, se tornou uma sacerdotisa chefe do Santuário Reisen em Reisenjima e aluna do Aventureiro. Ela nasceu e cresceu em uma época quando Vana’diel foi alvo e consumida pela Nuvem das Trevas, então, Iroha deu a sua ajuda em criar uma defesa em Reisenjima. Ao testemunhar o Aventureiro se tornar um Deus da Luz, assumindo a forma física, e assim, deixou de existir enquanto sua contraparte estava possuída pela Nuvem com Iroha fortemente ferida.

Assim que Tenzen transferiu a bênção da Fênix para salvar a vida de Iroha, isso custou em deixá-la sozinha na escuridão. Um espírito manifestou diante dela a mandando de volta no tempo para Vana’diel em 898. Iroha vai até Reisenjima querendo se encontrar com o Aventureiro. Por não estar sob a proteção da deusa como uma viajante do tempo que atingiu uma idade antes de seu nascimento, faz com que o próprio tempo se oponha a ela enquanto tenta corrigir a situação com sua morte durante uma tempestade no Mar Bastore. No entanto, Gilgamesh salva Iroha e a leva para Norg, e lá, ela encontra o Aventureiro. Ele conta a sua história e dá ao herói uma relíquia de seu santuário, uma orbe que conecta o portador ao Cristal-Mãe.

Ao ser trazida de volta por Phoenix através da corrente de vida, restaurando sua forma física, mesmo que, a ressurreição coloque uma tensão em sua alma, iroha acompanha o Aventureiro e Zeid, para descobrir que Volto Oscuro e a Sirene Avatar controlada pela mente a seguiram para iniciar a formação de Escha. Iroha tenta impedir que Volto prejudique o Aventureiro antes de retornar ao seu tempo e Siren é liberada do controle de Oscuro. Mais tarde, Iroha retorna ao presente quando o Aventureiro procura por Prishe, mas antes, ele vai ao encontro de Tenzen em Jeuno. Iroha perde sua bênção de Fênix para Volto Oscuro e desaparece. Mas logo, a bênção é restaurada por Alexander, e menciona que a bênção de Phoenix não pode reanimá-la para sempre, e Cait Sith poderá salvá-la.

Iroha convence ao aventureiro para treiná-la. Ao saber que ela pode ser salva de seu destino pela própria deusa Altana, Iroha sugere ver os Kuluu no Templo de Ugglepih para terem pistas de encontrar a divindade, e encontram o espírito de Grav’iton, que sugere pedirem ajuda de Selh’teus. Oscuro interfere e força Iroha se afastar do grupo que ela possa conduzir um ritual com a Siren e seu eu atual, Siren Prime, mesmo que isso possa custar a vida de Iroha, pois o processo remove todos os seres deslocados pelo tempo. Logo, Tenzen surge para detê-los falando sensatez com Iroha enquanto Oscuro escapa com a ajuda de Balamor.

Selh’teus está criando um Cristal-Mãe para Reisenjima e ofereceria seu ser para sua criação. Iroha o encontra no Paradoxo Empyreal, testemunhando a criação do novo cristal junto com a revelação de que Oscuro é uma versão futura do Aventureiro. Iroha usa o poder de Fênix para salvá-lo de ser consumido pela escuridão de Oscuro, encontrando-se em Reisenjima. Ela se recupera na presença do Cristal-Mãe em que Selh’teus se tornou antes que o Aventureiro a encontre. Ela pede ajuda para deter os monstros e Naraka que invadiram o local.

Iroha revela do que lembra sobre o Aventureiro expulsando suas trevas e se sente culpada por apenas ela ter sobrevivido. Ela pretende salvar o aventureiro de sua escuridão com a luz do orbe, e confronta Oscuro nos Campos de Batalha de Ceizak para forçar a entidade a remover a escuridão infundida no aventureiro. No confronto, Iroha é ferida e encontrada por Balamor antes que o Aventureiro chegue. Ela morre para revelar informações importantes sobre o orbe, e seu espírito é levado ao Cristal-Mãe em Reisenjima. Assim que o Aventureiro retorna ao Resienjima Sanctorium para buscar a ajuda de Selh’teus, Iroha descobre a escuridão dentro dele e deseja sorte ao enfrentar Shinryu para que a escuridão seja extraída.

O Aventureiro retorna da Abisséia, Iroha percebe que foi enviada no tempo para mudar os eventos do Reckoning que deu origem a Oscuro. Iroha aparece após o Aventureiro e Oscuro se reunirem, restaurando assim o cálculo e o fluxo dos Ventos do Tempo. Ao saber que possa haver um futuro brilhante, Iroha se encanta, mas logo, descobre que nada mudaria, pois a Nuvem das Trevas estabeleceu residência dentro do Cristal-Mãe Reisenjima. Ela retorna ao cristal para lutar contra ele e quase morre quando o Aventureiro chega para revitalizar Fênix com a energia fornecida pelos Avatares, com Selh’teus adicionando seu poder à restauração também. A fisionomia Iroha passa por uma transformação ao ajudar o Aventureiro a derrotar a Nuvem das Trevas. Iroha e todos que o Aventureiro tocou revivê-los, e ela os encontra e os leva para o santuário onde os outros esperam por eles. No fim, com uma despedida, Iroha retorna ao seu tempo, dando uma mecha de seu cabelo contendo a bênção de Fênix.

Galeria:

Visualizações:
148
Categorias da Publicação
MUSAS GAMER