Leona – The King of Fighters

1133

Leona é uma personagem que pertence ao jogo eletrônico The King of Fighters. Conhecida também com nome código Leona Heidern. Sua estréia foi no título The King of Fighters ’96, fazendo parte do time Ikari.

Seu passatempo é visitar fábricas, sua comida favorita são legumes, e tem ódio de ver sangue.

História:

Leona nasceu e viveu com a sua família em uma aldeia desconhecida. Ainda criança, Goenitz em casa, avisou que estava a procura por Gaidel (o líder da aldeia), para que o acompanhasse para servir á Orochi. 

Ao recusar, por causa das tendências caóticas criadas a partir de Orochi. Na mesma noite, Leona foi caracterizada por desobediência e abatida da aldeia. E assim, Goenitz adiou a sua sede de sangue para o momento em que precisar dela para outras ocasiões. Confusa, Leona sofre de amnésia, vagando sem destinos, e foi adotada por Heidern, que se surpreende com a sua capacidade de lutar, e assim, decidiu criá-la como uma guerreira Ikari.

No ano de 1996, ela se inscreve para lutar no torneio King of Fighters, com a missão de investigar Geese Howard, que entrou neste torneio misteriosamente. No torneio, Goenitz a confrontou, fazendo se lembrar da sua linhagem Orochi, deixando se preocupar com o futuro.

No torneio seguinte, Leona se lembra, totalmente, de seu passado. E junto de Iori, ela foi inserida por Orochi no motim do sangue, levando-a ao sucesso moderado e novamente selada. Leona se arrepende de suas escolhas particulares, fazendo que ela tente cometer suicídios, mas Ralf a convence de continuar. E se mantém na equipe Ikari. 

Personalidade:

Leona mostra alguma dificuldade em se expressar fora dos campos de combate, ou até mesmo em uma missão. Mesmo que Ralf esteja sempre dando apoio, ela mantém as suas emoções sobe controle, mesmo que sinta medo de ferir seus companheiros e amigos, por causa de seu sangue Orochi. Com tudo, Leona se mostra uma guerreira forte e persistente.

Quando está junto de Ralf, ela é capaz de se sentir segura e protegida, mesmo que se sinta solitária, e ainda assim, é confortada com os seus companheiros. Ela é avisada que jamais estará sozinha.