fbpx
muralgamer

Especial Dia de Halloween – Dia das Bruxas

O Dia das Bruxas, mais conhecido como Halloween, é uma festa popular que ocorre anualmente no dia 31 de outubro. Originária de tradições celtas antigas, esta celebração tem evoluído ao longo dos séculos e hoje é amplamente comemorada em várias partes do mundo, especialmente nos Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Reino Unido. E que aos poucos, está se introduzindo para o Brasil, pois, ainda não está oficializado, porém, bem comemorado.

O Halloween é uma festividade repleta de elementos misteriosos e assustadores, como fantasias de monstros, decorações de abóboras esculpidas, casas mal-assombradas e, é claro, a famosa coleta de doces ou travessuras. No entanto, o Dia das Bruxas também possui raízes históricas e culturais profundas, e muitos consideram-no um momento para homenagear os mortos e explorar a fascinação humana pelo sobrenatural. Nesta introdução, vamos explorar a origem e evolução do Halloween, bem como suas tradições e significados, que fazem desta festa uma das mais cativantes e intrigantes do calendário.

E nesta data Especial Dia de Halloween, o Dia das Bruxas, vamos citar alguns exemplos de jogos do gênero terror e aventura com esta temática. Veja exemplos de jogos para se divertir neste dia comemorativo:

Silent Hill:

Talvez um dos mais reconhecidos exemplares do gênero, a série Silent Hill começou no fim dos anos 1990 com um game para o primeiro PlayStation. Com uma mecânica de efeitos climáticos caprichada, o jogo mostrou que é possível assustar os jogadores não só apostando na escuridão, mas até mesmo com um denso nevoeiro.

Uma saga que veio forte ao mercado de jogos eletrônicos, onde, cada título conta a sua história exclusiva, ou seja, a cada protagonista conta o seu lado obscuro, ou sobrenatural. Sendo assim, será capaz de sobreviver a este terror?

Resident Evil:

A franquia mais famosa do gênero Survival Horror (terror de sobrevivência) há alguns anos tem se distanciado de seu caminho original. Mas não há como esquecer dos sustos e da constante tensão que os primeiros jogos proporcionaram. E que, nas gerações atuais, vem trazendo a versão Remake desses títulos.

Com uma mecânica pesada, level design confuso e efeitos sonoros apavorantes, os primeiros jogos da série mantiveram muitos jovens acordados até tarde, com medo de que zumbis batessem à porta do quarto durante a noite.

Fatal Frame:

Uma saga que se iniciou em 2001 para o PlayStation 2, esse deu prosseguimento à safra de games assustadores produzidos no Japão. Em Fatal Frame, o jogador enfrenta espíritos e fantasmas usando uma câmera fotográfica em vez de uma arma de fogo.

Uma curiosidade: na Europa, o jogo é chamado de Project Zero e, no Japão, apenas Zero. No país asiático, aliás, o game chegou a ser anunciado como se fosse baseado em uma história real, o que, naturalmente, tornou o clima de suspense ao seu redor ainda mais profundo.

Clock Tower:

Outro clássico dos jogos de terror com origem japonesa que se iniciou no Super Nintendo, com uma mecânica totalmente diferente, ou seja, os jogadores tinham que explorar as telas com um sistema point-and-click semelhante a de jogos de PC.

Ao contrário de outros títulos do gênero, o objetivo em Clock Tower não é enfrentar uma horda de inimigos fora do controle com todo tipo de arma e munição disponível. Em vez disso, o jogador precisa fugir e se esconder de um único perseguidor implacável, trazendo uma experiência mais realista e, naturalmente, mais assustadora.

Outlast:

O gênero de terror chegou aos PCs, um “novo clássico” do gênero é o assustador Outlast. Armado apenas com a visão noturna de uma câmera digital, o jogador controla um jornalista investigando um antigo manicômio mal-assombrado.

Neste título, não há como enfrentar as criaturas espalhadas pelo cenário de peito aberto, porém, exige fôlego do personagem para correr, destreza para se esconder e paciência para descobrir os segredos do local enquanto luta pela sobrevivência.

Five Night at Freddy’s:

Um game sobre bichos de pelúcia animados eletronicamente não sugere a premissa das mais atraentes. Ainda assim, esse jogo independente que já ganhou status de fenômeno, com até uma adaptação para o cinema a caminho, tem sustos garantidos para quem não está interessado em tramas complexas.

Em Five Nights at Freddy’s, você controla o guarda noturno de uma lanchonete infantil. Seu objetivo é ficar de olho no sistema interno de câmeras, com cuidado para não esgotar a bateria, enquanto se certifica de que os ursos, cães e patos robóticos não começam a caminhar por conta própria durante a noite. Disponível para PC.

Grim Fandango:

Este título não é visto exatamente como um gênero terror, mas, com a temática além do comum, Grim Fandango mostra uma aventura com um gênero de desvendar mistérios. Tudo pronto para deixar a jogatina mais divertido o possível, onde, o jogador se sente um detetive.

O jogo é conhecido por seu humor inteligente, diálogos afiados e uma trilha sonora cativante, com influências da música folclórica mexicana. Além disso, a jogabilidade envolve resolução de quebra-cabeças desafiadores e interação com uma variedade de personagens interessantes ao longo da jornada.

Alone in the Dark:

É um dos jogos mais icônicos e influentes no gênero de terror e sobrevivência, notório por sua contribuição ao desenvolvimento desse gênero em videogames. Uma saga que se iniciou em 1992 e é uma influência direta para séries posteriores de sucesso.

A trama gira em torno de eventos sobrenaturais que ocorrem na mansão Derceto, onde o jogador busca por pistas relacionadas a um antigo livro que contém informações sobre criaturas malignas. A mansão, no entanto, está infestada de monstros e enigmas, e os jogadores devem explorá-la, resolver quebra-cabeças e sobreviver aos horrores sobrenaturais que a assombram.

MediEvil:

Um título que garante o sucesso pelo seu gênero de aventura divertida, com estilo de “hack ‘n’ slash, o jogador enfrenta diversos tipos de monstros com cenários com o tema sobrenatural, sendo assim, MediEvil ganha a sua diversão para este dia comemorativo. O título se iniciou no ano de 1998, e ganhou a sua versão Remake para a geração atual.

A trama se passa em uma versão fictícia da Inglaterra medieval, onde o jogador assume o papel de Sir Daniel Fortesque, que foi um cavaleiro covarde que morreu no início de uma batalha contra o vilão Zarok. No entanto, Daniel é ressuscitado magicamente 100 anos depois, quando Zarok retorna e ameaça o reino com suas forças do mal. Agora, Sir Daniel tem a oportunidade de se redimir, enfrentando criaturas monstruosas, resolvendo quebra-cabeças e explorando um mundo gótico cheio de mistérios.

The Last of Us:

Um renomado jogo de ação e aventura lançado em 2013 para o PlayStation 3, o jogo é aclamado por sua narrativa emocional, personagens cativantes e gameplay envolvente.

A história se passa em um mundo pós-apocalíptico devastado por uma infecção fúngica que transformou a maioria da população em criaturas hostis e mutantes. Os jogadores assumem o controle de Joel, um homem endurecido pelo mundo que é contratado para escoltar Ellie, uma adolescente órfã imune à infecção, para um grupo de resistência conhecido como os Vaga-Lumes. A jornada leva a dupla através de paisagens perigosas e repletas de perigos, enquanto eles enfrentam não apenas as criaturas infectadas, mas também outros sobreviventes desesperados.

Nightmare Creatures:

Título de gênero Hack ‘n’ Slash com temática de monstruosidades e gigante violência. Ótimo título para uma aventura fora do comum, do qual, o jogador será capaz de enfrentar monstros de diversos tipos usando habilidades de combate extrema.

A trama começa com a descoberta de um antigo culto maligno conhecido como “The Brotherhood of Hecate”, que planeja trazer o antigo deus das trevas, Adam Crowley, de volta à vida. Este culto está espalhando o caos na cidade de Londres, transformando seus habitantes em monstruosidades horripilantes através de experimentos com alquimia e magia negra.

E muito mais:

Além dessa lista citada, há milhares de jogos do gênero terror, sobrevivência e, até com aventura que carrega o tema sobrenatural, ao que inclui, nos clássicos dos anos 80 e 90 até a geração atual dos jogos eletrônicos, assim como por exemplo, Zombies Ate My Neighbors, Doom, Until Dawn, Slender Man, Emily Wants to Play, Amnesia, Inferno de Dante, Little Nightmare, The Evil Within, Visage, Hello Neighbor, Parasite Eve, Bayonetta, Castlevania, Luigi Mansion, Alan Wake, Blair Witch, MageQuit, Devil May Cry, The Witcher, The Simpsons Hit and Run, Phasmophobia, Dead Space, Dead by Daylight, Pacify, Ghouls’n Ghosts, Mr. Bones, etc…

Há também títulos que atualizam eventos para as datas comemorativas, porém, são temporários como forma de colaboração, assim citamos exemplos, Final Fantasy Brave Exvius e Kart Rider Drift.

Visualizações:
850
Categorias da Publicação
NOTÍCIAS